Exposição Rostos de Coragem, de Raul Coutinho

Exposição Rostos de Coragem, de Raul Coutinho

ROSTOS DE CORAGEM

Uma hora, depois que o barco zarpar do Cais de Alcântara, naquela manhã fria de Dezembro do ano de 1972, decidi sair do camarote e vir ver, nem que pela última vez aquele Continente onde havia nascido, crescido e feito homem.
Olhei-o e, lembra-me bem, pensei para os meus botões:
- Será que volto?
Devo ter encolhido os ombros, com a resignação de que nada havia a fazer e reentrar no barco, porque o ambiente era bem menos confrangedor que o de largas dezenas de pessoas a acenar com lenços, no cais.
Passados que são 50 anos relembro esta cena, transmitindo-a para toda estes Bombeiros e imagino-os no Alto do Cilindro, dentro de um carro de combate a incêndios, de pirilampos ligados e sirenes a tocar, a olharem para trás, antes que a curva esconda a torre da Igreja de Sabrosa ou a Capela de Santa Bárbara e com um pensamento semelhante ao meu e o mesmo encolher de ombros!
Lá vão em missão, tal como eu e milhares de jovens portugueses que partimos, dispostos a dar a vida
Tantas vezes marido e mulher, na mesma viatura. Pais com filhos, ou vizinhos.
E lá vão, porque o som da sirene alertou, a responsabilidade chamou e o peso da farda se faz sentir.
Sim
A responsabilidade de vestir uma farda, pesa sobre quem a veste.
Pela honra de a vestir, pela responsabilidade de a envergar e tantas, tantas vezes pelo peso que se sente de seguir a tradição de família.
- O meu Avô foi bombeiro e o meu Pai também.
Eu, não podia fugir à tradição e enquanto puder com as pernas e sentir forças nos braços vou honrar essa mesma tradição.
Quem vier depois de mim, que faça aquilo que sentir para bem da consciência…
E aí vão eles, enquanto que cada um de nós sentimos o conforto de saber que há quem lute por nós, quem arrisque a vida por nós e que vai vencer, dominando o perigo do fogo assustador, para que a gente não sofra, nem no corpo nem nos bens.
Eles, os heróis em tempo de incêndio e calamidade.
Os rostos da verdadeira coragem..

 

PATENTE ATÉ 30 DE JUNHO