Abertura da Exposição PONTO DE SINGULARIDADE, de Gracinda Marques

O Ponto de Singularidade é mais uma semente de Gracinda Marques.

O contexto da sua obra está estruturado em múltiplos níveis: desenho, pintura, (expõe individualmente desde 1971) escultura e literatura.
Publicou: “A Minha Casa de Madeira Feita de Pedra” – Assírio & Alvim; “Sabei Por Onde a Luz “, Com A.M. Pires Cabral. ” – Região de Turismo Serra do Marão; “Têm Tantas Histórias a Minha Casa” – Câmara Municipal de Caminha; “O Douro de Gracinda Marques” – Museu do Douro; “Ulix – Vamos Aproveitar o Lixo” – Mensagem; “Tiorna – memorial do bem-estar” – Afrontamento.

Este trabalho, que escreveu e ilustrou, é o resultado da sua reflexão sobre o mundo. Uma perceção peculiar que trespassa a ciência e as religiões. Um olhar penetrante que vai ao fundo dos tempos e para lá do tangível.